Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4782
Tipo do documento: Dissertação
Título: Indicadores de risco e proteção para a saúde mental de mães de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo em situação de vulnerabilidade social
Autor: Barreto, Adriana Furer 
Primeiro orientador: D’Antino, Maria Eloísa Famá
Primeiro coorientador: Rocha, Marina Monzani da
Primeiro membro da banca: Amato, Cibelle Albuquerque de La Higuera
Segundo membro da banca: Araujo, Ceres Alves de
Resumo: O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento de origem multifatorial que consiste em déficits persistentes na interação e na comunicação social; padrões de comportamento, interesses ou atividades restritos e repetitivos, que podem incluir movimentos, uso de objetos e fala estereotipados. Os sintomas estão presentes desde o início do desenvolvimento e causam prejuízos e limitações à funcionalidade do indivíduo. Diante da apresentação clínica de um filho com TEA, é esperado que os pais, pelo menos, inicialmente, passem por um processo difícil de ajustamento à nova realidade, em especial, as mães, que na maioria das vezes são responsáveis pelos cuidados integrais dessa criança. No presente estudo, investigou-se variáveis que podem ser indicadores de risco ou proteção para a saúde mental de mães de crianças com TEA em situação de vulnerabilidade social. Para isso foram utilizados um questionário sociodemográfico desenvolvido para a pesquisa; Critério de Classificação Econômica do Brasil – Modelo ABEP; Inventário de Sintomas de Estresse para Adultos (ISSL – LIPP, 2000); Inventário de Autoavaliação para Adultos entre 18 e 59 anos (ASR; Achenbach & Rescorla, 2003); Escala de Resiliência (WAGNILD; YOUNG, 1993), adaptada por Pesce, Assis e Avanci (2006); Escala de Rede Social de Apoio (MOS-SSS - SHERBOURNE, 1991) e Escala de Sobrecarga do Cuidador (SCAZUFCA, 2002). Participaram do estudo 18 mães de crianças com TEA e os principais resultados apontaram para o elevado nível de estresse, sobrecarga e problemas comportamentais internalizantes (ansiedade/depressão, retraimento e queixas somáticas), que podem ser indicadores de risco psicológico. O nível de resiliência foi moderado e a presença de rede de apoio social mesmo que não suficiente podem ser vistos como indicadores de proteção para a saúde mental dessas mães.
Abstract: Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder of multifactorial origin that consists of persistent deficits in interaction and social communication; restricted and repetitive patterns of behavior, interests or activities, which may include stereotyped movements, use of objects and speech. Symptoms are present from the beginning of development and cause impairments and limitations to the individual's functionality. In view of the clinical presentation of a child with ASD, it is expected that parents, at least initially, will go through a difficult process of adjustment to the new reality, especially mothers, who are most often responsible for the integral care of that child. In the present study, variables that may be indicators of risk or protection for the mental health of mothers of children with ASD in a situation of social vulnerability were investigated. For this, a sociodemographic questionnaire developed for the research was used; Brazilian Economic Classification Criterion - Model ABEP; Inventory of Stress Symptoms for Adults (ISSL - LIPP, 2000); Self-Assessment Inventory for Adults 18 to 59 years old (ASR; Achenbach & Rescorla, 2003); Resilience Scale (WAGNILD; YOUNG, 1993), adapted by Pesce, Assis and Avanci (2006); Social Support Network Scale (MOS-SSS - SHERBOURNE, 1991) and Caregiver Overload Scale (SCAZUFCA, 2002). Eighteen mothers of children with ASD participated in the study and the main results pointed to the high level of stress, overload and internalizing behavioral problems (anxiety / depression, withdrawal and somatic complaints), which can be indicators of psychological risk. The level of resilience was moderate and the presence of a social support network, even if not enough, can be seen as indicators of protection for the mental health of these mothers.
Palavras-chave: transtorno do espectro do autismo
mães
risco
proteção
saúde mental
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO::DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Agencia(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citação: Barreto, Adriana Furer. Indicadores de risco e proteção para a saúde mental de mães de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo em situação de vulnerabilidade social. 2020. 99 f. Dissertação (Mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4782
Data de defesa: 19-Nov-2020
Aparece nas coleções:Mestrado - Distúrbios do Desenvolvimento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Adriana Furer Barreto.pdfAdriana Furer Barreto3.32 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons