Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4773
Tipo do documento: Tese
Título: Formação do professor e inclusão educacional no ensino superior
Autor: Souza, Sheila Carla de 
Primeiro orientador: Mizukami, Maria da Graça Nicoletti
Primeiro membro da banca: Andrade, Maria de Fátima Ramos de
Segundo membro da banca: Souza Neto, João Clemente de
Terceiro membro da banca: Reali, Aline Maria de Medeiros Rodrigues
Quarto membro da banca: Aparício, Ana Silvia Moço
Resumo: A educação inclusiva no ensino superior enfrenta desafios para sua consolidação e são as condições específicas de aprendizagem das pessoas com deficiência (PcD) e a falta de formação dos professores para esse atendimento. Mediante tais carências de formação inicial e continuada desses profissionais, delineiam-se os objetivos principais deste estudo que são investigar e analisar as ações e percepções dos professores do ensino superior com alunos da educação inclusiva. Para isso, esta pesquisa fundamenta-se nos estudos teóricos de Bratti, Mizukami, Pletsch, Poker et al, Santos & Hostins, Silva Neto et al, Tomelin, Veiga e Vitalino. Os procedimentos metodológicos adotados são pesquisa de campo explicativa, de caráter quantitativo e qualitativo, com aplicação de questionário e entrevista semiestruturada. A investigação é realizada com 92 professores vinculados em instituição de ensino superior (IES) de grande porte, situada na região metropolitana de São Paulo. Os resultados apontam 81 professores participantes do questionário e 11 da entrevista. Os dados iniciais mostram que existe um distanciamento expressivo entre os aspectos idealizados nas legislações vigentes e os realizados no atendimento da PcD no ensino superior. Os professores possuem carência de formação inicial e continuada para atuação com o público da educação especial e indicam vontade de aperfeiçoamento de suas práticas para melhorar os atendimentos educacionais prestados a esses alunos. Os docentes apontam a existência de preconceito e barreiras atitudinais da comunidade acadêmica com o público da educação especial no ensino superior. Relatam insegurança e identificam como positivas as parcerias com outros professores e Núcleo de Acessibilidade (NA) institucional. Os professores investigados utilizam, prioritariamente, as estratégias de ‘sensibilidade e acolhimento’, ‘tempo estendido’ e ‘local separado para realização de provas’, habitualmente recomendados pelo NA e, por isso, possuem expectativa de expansão de atuação desse setor institucional. Ainda, os professores possuem a “base de conhecimento do conteúdo” satisfatória, mas necessitam ampliar as bases de “Conhecimento Pedagógico Geral” e “Conhecimento Pedagógico do Conteúdo (PCK)”. Diante desse cenário, nota-se a urgência das IES aprimorarem suas políticas internas para o atendimento mais eficiente das PcD no ensino superior. São necessários cursos de capacitação com enfoque didático-pedagógico para ampliar e aperfeiçoar a formação e conhecimento dos professores. Para isso, indica-se a realização de pesquisas de campo para elaboração de Programas de Formação Continuada para Professores de Graduação na Perspectiva da Educação Inclusiva, pois a ampliação do número de professores capacitados nessa área contribuirá para uma educação inclusiva mais efetiva que oportunize o ingresso, permanência e formação dos alunos com condições específicas de aprendizagem no ensino superior.
Abstract: This research addresses the learning and development of teaching, directing special attention to the most efficient teaching approaches for children with additional needs, specifically those in an inclusion support program. Most higher education professors face some didactic and pedagogical lack in terms of Inclusive Education for students with Special Educational Needs (SEN). Due to the lack of training of higher education professors and the characteristics of inclusive education students, these research goals are: to investigate and analyze the perceptions and actions of higher education professors with students in inclusive education. To do so, this research is based on the investigative and theoretical studies of Bratti, Mizukami, Pletsch, Poker et al, Santos & Hostins, Silva Neto et al, Tomelin, Veiga, and Vitalino. The methodological procedure adopted was explanatory field research. This explanatory field research is organized in two stages: a questionnaire with the participation of 81 professors; and a semi structured interview with 11 professors. The initial results demonstrate that professors have a satisfactory content knowledge base. From the preliminary results, it has been noticed that the professors do not see themselves as holders of basic knowledge about special education neither having continuous training to work with students in inclusive education from the perspective of special education. Also, they recognize the need for knowledge and experience exchanges among professors, family, and multidisciplinary teams so that there would be more inclusive educational processes. The lack of didactic-pedagogical qualification to work with disabled people is one of the main causes of dropout and failure of students with special educational needs in higher education. In this scenario, it is noticeable that there is an urgent need for institutional policies which include the training of higher education professors for the practice in inclusive education. It turns out that higher education institutions (HEIs) need specific inclusion policies for academic communities. Teachers lack didactic-pedagogical training courses, courses which should aim to expand professors’ knowledge to support students with special educational needs better than they do now. Inquiries about teachers' training on higher education and the work with inclusion students need to be expanded and deepened. To do so, it’s advised that action-research should be in a plan to base the creation and implementation of a Continuing Education Program for Undergraduate Teachers based on an Inclusive Education perspective. Expanding the number of trained teachers in this area will contribute to a more effective and efficient inclusive education.
Palavras-chave: formação docente
educação inclusiva
educação especial
ensino superior
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Agencia(s) de fomento: Instituto Presbiteriano Mackenzie
Citação: SOUZA, Sheila Carla de. Formação do professor e inclusão educacional no ensino superior. 2020. 201 f. Tese ( Doutorado em Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4773
Data de defesa: 24-Nov-2020
Aparece nas coleções:Doutorado - Educação, Arte e História da Cultura

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SHEILA CARLA DE SOUZA.pdfSheila Carla de Souza2.51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons