Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4757
Tipo do documento: Dissertação
Título: Transformação digital do mercado de seguros no Brasil: um estudo exploratório em modelos de negócios
Autor: Hatada, Fernando 
Primeiro orientador: Meirelles, Dimária Silva e
Primeiro membro da banca: Perez, Gilberto
Segundo membro da banca: May, Márcia Ramos
Resumo: Diversas empresas já estabelecidas no mercado, quando se lançaram não dispunham do arsenal tecnológico disponível hoje. Empresas que apostaram nas hipóteses sobre o poder da internet na sociedade, começaram a existir com modelos de negócios fundados em tecnologias, como é o caso da Amazon, Facebook ou Google (BHARADWAJ et al, 2013; KOTARBA, 2018) e com isso abriram discussões sobre a transformação digital nos mercados tradicionais, construídos por "incumbent firms". A transformação digital pode ser entendida como processo que visa melhorar agentes organizacionais e sociais, desencadeando mudanças significativas em suas propriedades por meio de combinações de informações, tecnologias de computação, comunicação e conectividade (VIAL, 2019). E nesse cenário, a forma como o valor é criado, entregue e consumido passou por transformações completas e tende a seguir um fluxo contínuo, visto que a capacidade de prever, desenvolver e entregar valor relacionado a tecnologia tem crescido de forma rápida com objetivo de aprimorar a experiência do consumidor (FORSGREN; HUMBLE; KIM, 2018). Essa pesquisa busca compreender a transformação digital das "incumbent firms" diante do ciclo de valor no mercado de seguros do Brasil e identificar os reflexos no modelo de negócio. A pesquisa é qualitativa, caracterizada pela análise da narrativa (RIESSMAN, 1993) na perspectiva do tripé de valor, diante do modelo de negócios de Meirelles (2019) com recorte de quatro seguradoras tradicionais no mercado brasileiro. Como resultado, a pesquisa demonstrou que as seguradoras tradicionais, para criarem, configurarem e apropriarem valor, precisam: desenvolver o modelo de negócio inovador com vendas diretas; construir uma relação mais próxima de seguradora e cliente; empoderar o cliente; construir um modelo de negócio baseado nas necessidades do cliente e não na sua estrutura atual; criação de novas plataformas; oferecer estruturas digitais para vendas e interação de uso; possibilitar gestão digital de produtos; captar o público que ainda não consome nesse mercado; gerar experiência com comunicação simplificada, velocidade de atendimento, ser diferente dos concorrentes e 100% digital e escalar rápido.
Abstract: Several companies already established in the market, when they launched, did not have the technological arsenal available today. Companies that bet on the hypotheses about the power of the internet in society began to exist with business models based on technologies, such as Amazon, Facebook or Google (BHARADWAJ et al, 2013; KOTARBA, 2018) and with that opened discussions about the digital transformation in traditional markets, built by "incumbent firms". Digital transformation can be understood as a process that aims to improve organizational and social agents, triggering significant changes in their properties through combinations of information, computing technologies, communication and connectivity (VIAL, 2019). And in this scenario, the way in which value is created, delivered and consumed has undergone complete transformations and tends to follow a continuous flow, as the ability to predict, develop and deliver technology-related value has grown rapidly in order to improve the consumer experience (FORSGREN, HUMBLE and KIM, 2018). This research seeks to understand the digital transformation of "incumbent firms" in the face of the value cycle in the insurance market in Brazil and to identify the effects on the business model. The research is qualitative, characterized by the analysis of the narrative (RIESSMAN, 1993) from the perspective of the value tripod, in the light of Meirelles' business model (2019) with a selection of four traditional insurance companies in the Brazilian market. As a result, the research demonstrated that traditional insurers, in order to create, configure and appropriate value, need to: develop the innovative business model with direct sales; build a closer relationship between insurer and customer; empower the customer; build a business model based on the customer's needs and not on its current structure; creation of new platforms; offer digital frameworks for sales and usage interaction; enable digital product management; capture the public that does not yet consume this market; generate experience with simplified communication, speed of service, be different from competitors and 100% digital and scale fast.
Palavras-chave: transformação digital
modelo de negócios
ciclo do valor
mercado de seguros
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Agencia(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Instituto Presbiteriano Mackenzie
Citação: HATADA, Fernando. Transformação digital do mercado de seguros no Brasil: um estudo exploratório em modelos de negócios. 2021. 181 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo. 2021
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4757
Data de defesa: 21-Mai-2021
Aparece nas coleções:Mestrado - Administração de Empresas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FERNANDO HATADA.pdfFERNANDO HATADA2.81 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons