Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4449
Tipo do documento: Tese
Título: Mamulengo e brincantes: diversão, arte e cultura
Autor: Schneider, Cynthia Campelo 
Primeiro orientador: Ambrogi, Ingrid Hötte
Primeiro membro da banca: Schwartz, Rosana Maria Pires Barbato
Segundo membro da banca: Gobbi, Marcia Aparecida
Terceiro membro da banca: Silva, Paulo Fraga da
Quarto membro da banca: Souza, João Ricardo de
Resumo: A pesquisa investigou a brincadeira do mamulengo e alguns de seus reconhecidos brincantes, no Estado de Pernambuco, tendo em vista o processo de criação, os diálogos entre a realidade e a produção artística, apontando a arte musical como o objeto maior de estudo. Para sua realização foi feita uma revisão bibliográfica, visitas as cidades de Atlanta – GA - USA, Recife, Lagoa do Itaenga, Glória do Goitá, entrevistas com mestres do mamulengo e a transcrição em pauta das canções criadas para a brincadeira que traduzem a alma do boneco. Autores como Luís da Câmara Cascudo, Néstor García Canclini, Michel de Certeau Certeau, Aaron Copland e Cecília almeida Salles apoiaram as reflexões da pesquisa, cujo objetivo central foi investigar como os mestres e mamulengueiros criam ou mesmo recriam as participações musicais nessa brincadeira. Para alguns a palavra mamulengo tem origem em “mão molenga”, que é a habilidade necessária para manipular o boneco. Confeccionados com madeira de mulungu, os bonecos chegam a “criar vida” no momento da performance envolvendo pessoas das mais variadas idades. É uma arte que requer de seu executante diferentes habilidades destacando o improviso, que faz com que não haja brincadeira repetida ainda que se utilize os mesmos bonecos. Com canções, loas e muito bom o humor, o mestre da brincadeira precisa de muita expertise para desenvolver conversas, conduzir a brincadeira de dentro de uma barraca e cantar a plenos pulmões o repertório de canções tão antigas como a própria brincadeira. No universo de mitos e lendas, o lugar em que a brincadeira existe é chamado de São Saruê, terra que permite toda variedade de mágica e sentimento. Entre lutas e conquistas, a brincadeira do mamulengo segue seu caminho sobrevivendo aos mais variados açoites, lançando novos brincantes e aponta a música como um dos elementos de maior importância, pois “é a música que chama os espíritos dos bonecos” e faz com que eles criem vida.
Abstract: The research looked into the mamulengo fun and some of its participants in the State of Pernambuco, taking into consideration the creativity, the dialogues between reality and artistic production, enhancing musical art as the main objective of study. To complete this study a bibliographic revision was made visiting the cities of Atlanta, GA, USA, Recife, Lagoa de Itaenga, Glória do Goitá, as well as interviews with masters of mamulengo and the transcription of guidelines of songs created for fun translating the soul of the puppet. .Authors like Luís da Câmara Cascudo, Néstor Garcia Canclini, Michel de Certeau Certeau, Aaron Copland and Cecília Almeida Salles endorsed the thoughts of the research its main object being to investigate how the masters and mamulengueiros create or even recreate the musical participation in this fun. For some, the word mamulengo refers to suttle or soft hands, that is the necessary ability to give live moments to the puppets. Built with mulungu wood, the puppets "come alive" at the moment of the performances, for people of all ages. It is an art that requires from its performer different abilities highlighting improvisation, so that there is no repeated fun even if the same puppets are used. With joyous songs and much good humour, the master of the fun needs much expertise to develop conversations, conduct the fun from inside a tent and sing loudly the old fashion songs as old as the fun itself. In the universe of myths and legends the spot where the fun takes place is called São Saruê, a land that allows for all variety of magic and feelings. Between conflicts and conquests the mamulengo fun follows its course surviving the most varied scourges, launching new performers and the music as one of its main components, because " it is the music that beckons the spirits of the puppets" and makes them come alive.
Palavras-chave: mamulengo
boneco
música
brincante e brincadeira
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Agencia(s) de fomento: Instituto Presbiteriano Mackenzie
Citação: SCHNEIDER, Cynthia Campelo. Mamulengo e brincantes: diversão, arte e cultura. 2020. 237 f. Tese (Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4449
Data de defesa: 31-Ago-2020
Aparece nas coleções:Doutorado - Educação, Arte e História da Cultura

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CYNTHIA CAMPELO SCHNEIDER.pdfCynthia Campelo Schneider8.33 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons