Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4260
Tipo do documento: Dissertação
Título: Habitado: um projeto intersemiótico na fotografia contemporânea
Autor: Bessler, Ilana 
Primeiro orientador: Rizolli, Marcos
Primeiro membro da banca: Martins, Miriam Celeste Ferreira Dias
Segundo membro da banca: Oliveira, Alexsandra Matias de
Resumo: Apresentamos nessa dissertação uma pesquisa critico criativa desenvolvida pela autora e denominada Habitado, que tem como objetivo testar o alcance da fotografia na contemporaneidade. Quando vivemos em um mundo com 7 bilhões de habitantes e 5 bilhões de smartphones, um mundo onde todos somos fotógrafos, percebemos a fotografia de forma ubíqua e a extensão do papel do fotografo nesse contexto. Para isso, nos apropriamos do projeto Habitado, como campo de pesquisa e laboratório experimental. Discutindo conceitos como: redes de trabalho; representação da realidade; incorporação do cotidiano na arte; experiência como forma de criação de conhecimento, memória afetiva, alfabetização imagética e a própria metodologia de pesquisa acadêmica em artes. Importante ressaltar que o formato dessa pesquisa é também conteúdo. Muitas páginas com imagens sem textos, nos mostram formas de narrativas visuais capazes de serem incluídas não só no nosso Instagram cotidiano, mas também na pesquisa acadêmica. Para experimentarmos esse alcance de forma processual, essa dissertação está dividida em três temas que se relacionam respectivamente: ARTE, o fazer fotográfico; CULTURA, a comunicação com imagem e EDUCAÇÃO, utilização da fotografia em metodologias de ensino. Percebemos, ao fim, uma necessidade de sintetizar a estrutura de raciocínio criada pela vasta extensão do mundo imagético, que chamamos de “lógica fotográfica” e com ela experimentamos a possibilidade de expansão para produção de conhecimento em outras linguagens, nomeamos aqui esse passeio sígnico, de traduções intersemióticas. Ou seja, nos utilizamos de um conjunto de signos adquirido pela contínua produção e consumo de fotografias no nosso cotidiano, para nos permitir expandir e transpor ideias, conceitos, pensamentos para qualquer outra forma de comunicação e representação. A fotografia como a caneta Bic contemporânea. Com a complexidade do mundo contemporâneo. Que não só nos permite produzir conteúdo, como também muda nossa estrutura e mais do que tudo, nossa forma de nos relacionar com outros seres e com o mundo.
Abstract: In this dissertation we present a creative critical research developed by the author and named Habitado, which aims to test the reach of photography in contemporary times. When we live in a world of 7 billion inhabitants and 5 billion smartphones, a world where we are all photographers, we perceive photography ubiquitously and the extent of the photographer's role in this context. For this, we appropriated the Inhabited project, as a research field and experimental laboratory. Discussing concepts such as: work networks; representation of reality; incorporation of daily life in art; experience as a form of knowledge creation, affective memory, imagetic literacy and the methodology of academic research in the arts. Importantly, the format of this research is also content. Many pages with images without text show us visual narrative forms that can be included not only in our everyday Instagram, but also in academic research. In order to experience this scope procedurally, this dissertation is divided into three themes that relate respectively: ART, the photographic making; CULTURE, communication with image and EDUCATION, use of photography in teaching methodologies. Finally, we realize a need to synthesize the structure of reasoning created by the vast extension of the imaginary world, which we call “photographic logic” and with it we experience the possibility of expansion to the production of knowledge in other languages of intersemiotic translations. That is, we use a set of signs acquired by the continuous production and consumption of photographs in our daily lives, to allow us to expand and transpose ideas, concepts, thoughts to any other form of communication and representation. Photography as the contemporary Bic pen. With the complexity of the contemporary world. That not only allows us to produce content, but also changes our structure and, most of all, the way we relate to other beings and the world.
Palavras-chave: fotografia
contemporaneidade
pesquisa em artes
cultura contemporânea
arte-educação
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::FOTOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: BESSLER, Ilana. Habitado: um projeto intersemiótico na fotografia contemporânea. 2019. 168 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4260
Data de defesa: 20-Fev-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - Educação, Arte e História da Cultura

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ilana Bessler...pdfIlana Bessler17.09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.