Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4039
Tipo do documento: Dissertação
Título: Não realização de valores pessoais no ambiente organizacional e saída voluntária de profissionais das organizações
Autor: Vitti, Verônica de Castro 
Primeiro orientador: Domenico, Silvia Marcia Russi de
Primeiro membro da banca: Teixeira, Maria Luisa Mendes
Segundo membro da banca: Martins, Maria do Carmo Fernandes
Resumo: Se antes o usual era construir a carreira em uma única empresa, hoje os indivíduos permanecem cada vez menos tempo em uma mesma organização. Os elevados índices de turnover relacionados aos pedidos de demissão voluntária preocupa as organizações e profissionais que trabalham nas áreas de recursos humanos. Assim, torna-se cada vez mais importante compreender o que leva os indivíduos a decidirem pela saída voluntária, com o objetivo de evitar a perda não só financeira, mas também do conhecimento levado com eles. Entre os antecedentes da intenção de saída, principal proxy de saída voluntária, está a realização de valores pessoais, definido como a percepção de realização das metas motivacionais do indivíduo por meio das atividades que executa cotidianamente na organização em que está inserido. Este estudo teve como objetivo analisar a contribuição da percepção de não realização dos valores pessoais para a saída voluntária propriamente dita. De modo a explorar resultados obtidos em estudos anteriores, optou-se pela abordagem qualitativa. Os dados foram levantados por meio de entrevistas semiestruturadas com elementos do método laddering, levando-se em consideração a trajetória profissional e aspectos da vida pessoal. Foi selecionado um grupo de oito participantes, com idade entre 27 e 39 anos, que tivessem vivenciado, ao menos duas vezes, a saída voluntária em sua trajetória profissional e, que, no momento da entrevista, estivessem inseridos em empresas de tecnologia. A análise categorial dos dados tornou possível a inferência dos tipos motivacionais de Abertura a Mudança e Autopromoção - orientados para o foco pessoal - como os mais importantes para o grupo de participantes. A percepção de não realização desses mesmos tipos motivacionais estiveram presentes nos diversos processos de decisão dos entrevistados, evidenciando que os valores mais importantes contribuem para as saídas voluntárias realizadas quando os profissionais percebem que suas metas motivacionais não estão sendo preenchidas e visualizam que outros ambientes organizacionais poderão fazê-lo.
Abstract: If the usual was to build a career in a single company, nowadays individuals remain less and less time in the same organization. High turnover rates related to voluntary exit is a concern to organizations and human resources professionals. Thus, it becomes increasingly important to understand what leads individuals to decide for voluntary turnover, aiming not only to avoid financial loss, but also the knowledge that goes with them. Among the antecedents of outgoing intention, the main proxy for voluntary turnover, is the realization of personal values in the organisational environment, defined as the perception of achievement of the individual's motivational goals through the activities that he performs daily in the organization in which he is inserted. This study had the objective to analyze the contribution of perception of not realizing personal values in the organisational environment for the voluntary turnover itself. In order to explore the results obtained in previous studies, we opted for the qualitative approach. Data was collected through semi-structured interviews with elements of the laddering method, considering professional trajectory and personal life aspects. It was selected a group of eight participants, aged between 27 and 39 years, who had experienced, at least twice, the voluntary exit in their professional trajectory and, who at the time of the interview, were inserted in technology companies. The categorical analysis of the data made it possible to inference the motivational types of Openness to Change and Self- Promotion - oriented to personal focus - as the most important for the group of participants. The perception of non-achievement of these same motivational types was present in the various decision-making processes of the interviewees, showing that the most important values contribute to the voluntary exits performed when professionals perceive that their motivational goals are not being fulfilled and visualize that other organizational environments may fulfill it.
Palavras-chave: saída voluntária
realização de valores pessoais no ambiente organizacional
valores pessoais
laddering
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS::ADMINISTRACAO DE RECURSOS HUMANOS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: VITTI, Verônica de Castro. Não realização de valores pessoais no ambiente organizacional e saída voluntária de profissionais das organizações. 2019. 161 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/4039
Data de defesa: 8-Ago-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - Administração de Empresas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VERÔNICA DE CASTRO VITTI.pdfVERÔNICA DE CASTRO VITTI3.42 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons