Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3956
Tipo do documento: Dissertação
Título: Processamento fonológico e velocidade de nomeação automática rápida em jovens e adultos analfabetos funcionais
Autor: Michelino, Matheus Sant'Ana 
Primeiro orientador: Macedo, Elizeu Coutinho de
Primeiro membro da banca: Capovilla, Alessandra Gotuzo Seabra
Segundo membro da banca: Navas, Ana Luiza Gomes Pinto
Resumo: A leitura é uma habilidade cognitiva complexa e sua aquisição depende do acesso a escola e a um sistema de ensino com qualidade. No entanto, a qualidade do ensino e a taxa de evasão escolar ainda produzem altas taxas de analfabetismo e baixas habilidades de leitura no Brasil. Dados de 2018 indicam que 29% da população brasileira pode ser classificada como analfabetos funcionais. Entretanto, apesar da aplicação de provas de leitura em avaliações nacionais ser importante para detectar as taxas de analfabetismo na população adulta, os resultados são pouco conclusivos sobre o impacto dos diferentes processos cognitivos e linguísticos subjacente à leitura nessa população. Verifica-se uma lacuna de conhecimentos específicos sobre os processos cognitivos envolvidos no desempenho de leitura de jovens e adultos analfabetos funcionais e, em que medida, esses processos se diferenciam dos considerados bons leitores. Nesse caso, ainda são necessários estudos que mostrem se a consciência fonológica e a nomeação automática rápida são também habilidades correlacionadas ao desempenho em leitura e escrita em adultos analfabetos funcionais, assim como é em crianças. O objetivo do estudo foi avaliar o desempenho em consciência fonológica e velocidade de nomeação automática rápida, em jovens e adultos analfabetos funcionais e comparar com crianças em processo de alfabetização e adultos plenamente alfabetizados. Participaram do estudo 84 participantes, sendo 26 jovens e adultos analfabetos funcionais, 28 crianças do 3º ano do Ensino Fundamental e 30 jovens e adultos universitários e bons leitores. Todos os participantes foram avaliados por meio de uma bateria ampla de testes neuropsicológicos e de leitura e escrita. Além disso, foram registrados e analisados os movimentos oculares nas tarefas de Nomeação Automática Rápida e leitura. Análises de Covariância (ANCOVAs) Multivariada, controlando o nível de inteligência, indicaram que os jovens e adultos analfabetos funcionais não se diferenciam das crianças e dos universitários nos subtestes silábicos da prova de Consciência Fonológica, entretanto tiveram melhores desempenho do que as crianças em transposição fonêmica e no escore geral dos subtestes fonêmicos, sendo que os universitários obtiveram os melhores resultados. Em relação ao desempenho em Nomeação Automática Rápida, o grupo de analfabetos funcionais obteve melhores desempenho do que as crianças nas tarefas não alfanuméricas e nas alfanuméricas, sendo que os universitários novamente obtiveram melhores desempenhos. Também foram encontradas diferenças nos padrões de movimentos oculares durantes as tarefas de nomeação e leitura.
Abstract: Reading is a complex cognitive ability and its acquisition depends on accessing the school system and in the teaching system quality. However, the quality of education and the school dropout rate still produce high rates of illiteracy and low reading skills in Brazil. Data from 2018 indicate that 29% of the Brazilian population can be classified as functional illiterates. However, although the use of reading tests in national assessments is important to detect illiteracy rates in the adult population, the results are inconclusive on the impact of the different cognitive and linguistic processes underlying reading. There is a lack of specific knowledge about the cognitive processes involved in reading performance of functionally illiterate adults, and to what extent these processes differ from those considered to be good readers. In this case, studies are still necessary to show whether phonological awareness and rapid automatized naming are also skills correlated to reading and writing performance in functional adult illiterates, just as it is in children. The aim of the study was to assess the performance in phonological awareness and rapid automatized naming speed in young people and adults functionally illiterate and to compare with children in the literacy process and fully literate adults. A total of 84 subjects participated in the study, 26 young and adults functionally illiterates, 28 children in the 3rd year of elementary school and 30 undergraduate students. All participants were assessed using a wide battery of neuropsychological and reading and writing tests. In addition, eye movements were recorded and analyzed in the Rapid Automatized Naming and Reading tasks. Multivariate Analysis of Covariance (ANCOVAs), controlling the level of intelligence, indicated that functionally illiterates adults are not differentiated from children and undergraduate students in the syllabic subtests of the Phonological Awareness test, however they performed better than the children in phonemic transposition and in the general score of the phonemic subtests, and the undergraduate students obtained the best results. Regarding the performance in Rapid Automatized Naming, the functionally illiterate group performed better than children in non-alphanumeric and alphanumeric tasks, and the undergraduate students again performed better. Differences in eye movement patterns were also found during naming and reading tasks.
Palavras-chave: analfabetismo funcional
consciência fonológica
nomeação automática rápida
movimentos oculares
leitura
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL::PROCESSOS COGNITIVOS E ATENCIONAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: MICHELINO, Matheus Sant'Ana. Processamento fonológico e velocidade de nomeação automática rápida em jovens e adultos analfabetos funcionais. 2019. 92 f. Dissertação (Mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3956
Data de defesa: 21-Fev-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - Distúrbios do Desenvolvimento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Matheus Michelino.pdfMatheus Sant'Ana Michelino1.26 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons