Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3886
Tipo do documento: Tese
Título: Ensaios de câmbio sob as perspectivas da produtividade e da competitividade
Autor: Rebelo, Helene Albuquerque 
Primeiro orientador: Basso, Leonardo Fernando Cruz
Primeiro coorientador: Leitão, João Carlos Correia
Primeiro membro da banca: Hadad Junior, Eli
Segundo membro da banca: Kimura , Herbert
Terceiro membro da banca: Forte, Denis
Quarto membro da banca: Mendonça, Diogo de Prince
Resumo: Este trabalho é composto de três investigações independentes, no entanto, com temas que apresentam constância e relação entre elas. A primeira pesquisa examina a taxa de câmbio de longo prazo, considerando a paridade do poder de compra para 25 países em desenvolvimento, admitindo os Estados Unidos como país base. Para testar os modelos, são observados os comportamentos de quatro idices de preço distintos, para o período de 1960 - 2015, com frequência anual. Das projeções executadas, apenas quatro combinações corroboraram a teoria, não sendo possível comprovar um desempenho favorável para PPP. A segunda investigação avalia a taxa de câmbio de longo prazo sob a perspectiva do Efeito Balassa-Samuelson. Originária da paridade do poder de compra, mostra que a taxa de câmbio pode ser explicada pela relação entre as produtividades de dois países. Assim aprecia-se a paridade do poder de compra relativa e a produtividade total dos fatores, aplicando-se uma nova classificação para produtividade, em que alguns setores de serviços são considerados bens transacionáveis. A base de dados é composta por 10 pares de países, com os Estados Unidos como país base, para o período de 1980 até 2007, sendo que apenas alguns países corroboram o Efeito Balassa-Samuelson. Para os dois primeiros ensaios, foram usadas análises de séries de tempo. A terceira investigação avalia se produtividade é explicada por competitividade e se a taxa de câmbio efetiva real desempenha um papel moderador sobre as quatro variáveis de competitividade, uma vez que é possível avaliar as perdas ou ganhos de competitividade em função da taxa de câmbio. Utiliza-se a taxa de câmbio efetiva real, a produtividade total dos fatores e o Índice de competitividade global, para 20 países, no período de 2001 a 2018. Os resultados revelam que a taxa de câmbio efetiva real é uma variável moderadora para as quatro variáveis do índice mundial de competitividade, mas a relação só é averiguada para metade dos países avaliados. Neste terceito trabalho, a abordagem empírica é suportada por uma análise de dados de painel. Os três ensaios são rodados no software STATA 14.
Abstract: This work is composed of three independent researches, however with themes that show constancy and relation between them. The first investigation examines the long-term exchange rate, considering purchasing power parity for 25 developing countries, admitting the United States of America as the base country. To test the models, the behavior of four different price indices are observed, for the period of 1960 - 2015, with annual frequency. From the projections performed, only four combinations corroborated the theory, not being possible to prove a favorable performance for PPP. The second study evaluates the long-term exchange rate from the perspective of the Balassa-Samuelson Effect. Original from purchasing power parity, it shows that the exchange rate can be explained by the relationship between the productivities of two countries. Thus, the relative purchasing power parity and total factor productivity are evaluated by applying a new classification for productivity, where some service sectors are considered tradable goods. The database is composed of 10 pairs of countries, with the United States of America as the base country, for the period between 1980 to 2007, finding that only a few countries corroborate the Balassa-Samuelson Effect. For the first two essays, time series analyzes were used. The third search evaluates whether productivity is explained by competitiveness and if the real effective exchange rate plays a moderating role on the four competitiveness variables, since it is possible to evaluate the losses or gains of competitiveness as a function of the exchange rate. It is applied the real effective exchange rate, the total factor productivity, and the world competitiveness index for 20 countries for the period from 2001 until 2018. The results show that the real effective exchange rate is a moderating variable for all variables, but only for half of the countries evaluated. In this third paper, the empirical approach is supported in a panel data analysis. The three essays are run on the software STATA 14.
Palavras-chave: taxa de câmbio de longo prazo
produtividade total dos fatores
índice de competitividade global
séries de tempo
dados de painel
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: REBELO, Helene Albuquerque. Ensaios de câmbio sob as perspectivas da produtividade e da competitividade. 2018. 111 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3886
Data de defesa: 1-Out-2018
Aparece nas coleções:Doutorado - Administração de Empresas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HELENE ALBUQUERQUE REBELO.pdfHELENE ALBUQUERQUE REBELO1.89 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons