Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3760
Tipo do documento: Tese
Título: Nó de transporte e lugar: dilemas, desafios e potencialidades para o desenvolvimento de um hub urbano de mobilidade
Autor: Baiardi, Yara Cristina Labronici 
Primeiro orientador: Alvim, Angélica Tanus Benatti
Segundo orientador: Schröder, Jörg
Primeiro membro da banca: Castro, Luiz Guilherme Rivera de
Segundo membro da banca: Souza, Carlos Leite de
Terceiro membro da banca: Nigriello, Andreína
Quarto membro da banca: Silva, Fernando José Silva e Nunes da
Resumo: Esta tese investiga os dilemas espaciais entre um Nó de Transporte e Lugar na cidade de São Paulo a partir dos estudos de caso das estações Pinheiros, Faria Lima e Corinthians-Itaquera. Parte-se do pressuposto que as estações da rede de alta capacidade (metrô e/ou ferrovia), são ao mesmo tempo um NÓ DE TRANSPORTE, em função das conexões entre duas ou mais linhas de um mesmo sistema, e um LUGAR, articulando fluxos, atividades, pessoas e a dinâmica urbana em seu entorno. Neste sentido, a área de uma estação pode ser base de tensões espaciais, mas também ser considerada como um ponto estratégico para estruturação urbana e transformação espacial de um território, como um Hub Urbano de Mobilidade (HUM). Desse modo, o HUM é entendido como o “entre-lugar” que interconecta simultaneamente diversas escalas urbanas e modos de transporte sem ambivalências espaciais; concentra e irradia múltiplas atividades e funções urbanas bem como articula diversos agentes, públicos e privados estimulando uma alta intensificação urbana. A hipótese da pesquisa é que algumas estações do sistema de transporte metroferroviário de São Paulo, apesar de serem estratégicas para a cidade, não superaram os dilemas espaciais entre NÓ e LUGAR devido à lacuna de instrumentos urbanísticos que articulem as diversas escalas urbanas. Como resultado, reforçam os dilemas espaciais como também perdem a oportunidade de se transformarem num HUM condizentes com os novos fluxos impostos pelas dinâmicas urbanas atuais. As categorias consideradas essenciais para a compreensão dos preceitos que norteiam a pesquisa, NÓ – LUGAR- INSTRUMENTOS URBANOS, são discutidas nas relações que se estabelecem entre elas, especialmente quando articuladas no âmbito das três escalas urbanas: Macro, Intermediária e Local. Na primeira parte da tese então é construída um método de análise espacial nas áreas das estações bem como da definição do conceito HUM. A segunda demostra dois projetos referências na Europa: a estação de Stratford – (Londres) e a estação Central de Utrecht (Países Baixos). A análise destes projetos busca validar as categorias definidas na parte anterior, e identificar estratégias para o desenvolvimento um HUM. Na última parte, avalia-se os dilemas espaciais nos estudos de caso buscando testar a hipótese proposta. Os resultados evidenciam por um lado os dilemas e desafios espaciais entre NÓ-LUGAR-INSTRUMENTOS URBANOS. Por outro, relaciona-se um conjunto de diretrizes projetuais voltadas para potencializar as áreas das estações como um HUM.
Abstract: This thesis investigates the spatial dilemmas between a Transport Node and a Place in the city of São Paulo, based on the case studies of the Pinheiros, Faria Lima and Corinthians-Itaquera stations. It is assumed that the stations with high-capacity (subway and/or railway) are at the same time a TRANSPORT NODE, due to the connections between two or more lines of the same system, and a PLACE, articulating flows, people, activities, and the urban dynamics in its surroundings. In this scenario, the station area may be the basis of spatial tensions, but also can be considered a strategic point for the urban structuring and spatial transformation of a territory, a Mobility Urban Hub (MUH). Thus, MUH is understood as the “inter-place” that interconnects simultaneously several urban scales and modes of transport without spatial ambivalence, concentrating and generating multiple activities and urban functions, while articulates several public and private agents. The hypothesis of the research is that some stations of São Paulo’s subway rail system, although strategic to the city, did not overcome the spatial dilemmas between node and place due to the lack of urbanistic instruments that articulate the different urban scales. As a result, reinforce spatial ambivalences, as well as they waste the opportunity to become a MUH consistent with the new flow imposed by today’s urban dynamics. The categories considered as crucial for the understanding of the concepts that guide the research, NODE-PLACE- URBAN INSTRUMENTS, are discussed for the understanding of the spatial relationships established between, articulated in the three urban scales: Macro, Intermediate, and Local. In the first part of the thesis is built a spatial analysis method in the areas of the stations as well as the definition of the concept MUH. The second part shows two reference projects in Europe: the Stratford Station (London) and the Central Station of Utrecht (The Netherlands). The analysis of these projects seeks to validate the categories defined in the previous part, and to identify strategies for the development of the MUH. In the last part, the spatial dilemmas and challenges are evaluated in the case studies in São Paulo seeking to test the proposed hypothesis. The results show, on one hand the ambivalences and spatial challenges between NODE, PLACE, and URBAN INSTRUMENTS among the three urban scales. On the other hand, there is a set of project recommendations aimed at potentiating station areas as a MUH.
Palavras-chave: mobilidade
dilemas espaciais
meios de transporte
estação de metrô
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO::PROJETO DE ARQUITETUTA E URBANISMO::PLANEJAMENTO E PROJETO DO ESPACO URBANO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)
Programa: Arquitetura e Urbanismo
Citação: BAIARDI, Yara Cristina Labronici. Nó de transporte e lugar: dilemas, desafios e potencialidades para o desenvolvimento de um hub urbano de mobilidade. 2018. 576 f. Tese (Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3760
Data de defesa: 8-Mai-2018
Aparece nas coleções:Doutorado - Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Yara Baiardi_Tese vol.1. port..pdf65.49 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar
Yara Baiardi_Tese Link para o volume 2 em inglês.pdf165.56 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.