Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3750
Tipo do documento: Tese
Título: Ensaios sobre câmbio e competitividade
Autor: Siessere, Arthur Tornatore 
Primeiro orientador: Basso, Leonardo Fernando Cruz
Primeiro coorientador: Leitão, João Carlos Correia
Primeiro membro da banca: Forte, Denis
Segundo membro da banca: Kimura, Herbert
Terceiro membro da banca: Hadad Junior, Eli
Quarto membro da banca: Barboza, Flávio Luiz de Moraes
Resumo: Este trabalho é composto de três ensaios abordando os temas de câmbio e competitividade para a economia brasileira, norte-americana e europeia. A primeira parte tem como objetivo verificar empiricamente a validade da teoria da paridade do poder de compra e do efeito Balassa-Samuelson para a economia brasileira e norte-americana, no período de 1948 a 2016. A segunda parte busca analisar a relação entre taxa de câmbio e salários para a economia brasileira no período pós abertura comercial, entre 1999 e 2015. A terceira parte analisa a influência do capital intelectual e seus componentes na riqueza nacional dos países da união europeia. Sendo assim, são apresentadas as teorias sobre os temas abordados e para analisar os dados obtidos são utilizadas as técnicas econométricas de séries temporais e análise de dados em painel. Os resultados do primeiro ensaio mostraram que não existe uma relação de causalidade entre PPP e o efeito Balassa-Samuelson, além disso os testes mostraram uma causalidade de longo prazo entre as variáveis analisadas. Os resultados da segunda parte não mostraram evidências de cointegração entre taxa de câmbio e salários, sugerindo que no período analisado não é possível concluir que exista algum tipo de relação entre a taxa de câmbio e os salários para a economia brasileira. No entanto, os testes de causalidade de Granger sugerem que os salários ao longo do tempo causam variações na taxa de câmbio. Os resultados do terceiro capítulo não conseguem evidenciar a influência do capital estrutural na riqueza nacional; por outro lado o capital relacional mostrou-se positivo e significativo em todos as estimações realizadas. Por fim, apesar de encontrar evidências de um efeito moderador positivo entre inovação e sofisticação na relação entre capital humano e riqueza nacional, não é possível concluir que exista um efeito moderador sobre a relação entre capital intelectual e riqueza nacional.
Abstract: This work is composed of three essays dealing with the themes of exchange rate and competitiveness for the Brazilian, North American and European economy. The first part aims to verify empirically the validity of the theory of purchasing power parity and the Balassa-Samuelson effect for the Brazilian and North American economy, from 1948 to 2016. The second part seeks to analyze the relationship between exchange rate and wages for the brazilian economy in the post-trade liberalization period, from 1999 and 2015. The third part analyzes the influence of intellectual capital and its components on the national wealth of European Union countries. Thus, theories about the topics are presented an, econometric techniques of time series and analysis panel data has been used to analyze the data collected. The results of the first essay showed that there is no causal relationship between PPP and the Balassa-Samuelson effect, in addition the tests revealed a long-term causality between the variables. The results of the second part did not show evidence of cointegration between the exchange rate and wages, suggesting that, in the period analyzed, it is not possible to conclude that there is any relationship between the exchange rate and wages for the Brazilian economy. However, Granger's causality tests suggest that over time wages cause changes in the exchange rate. The results of the third research fail to find evidence of the influence of structural capital on national wealth, on the other hand, relational capital was positive and significant in all estimated models. Finally, despite finding evidence of a positive moderating effect between innovation and sophistication in the relationship between human capital and national wealth, it is not possible to validate that there is a moderating effect on the relationship between intellectual capital and national wealth.
Palavras-chave: paridade do poder de compra
efeito balassa-samuelson
competitividade
salários
taxa de cambio
capital intelectual.
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: SIESSERE, Arthur Tornatore. Ensaios sobre câmbio e competitividade. 2018. 159 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3750
Data de defesa: 3-Mai-2018
Aparece nas coleções:Doutorado - Administração de Empresas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTHUR TORNATORE SIESSERE.pdfARTHUR TORNATORE SIESSERE1.78 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons