Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3718
Tipo do documento: Dissertação
Título: Funções executivas e tomada de decisão em crianças do ensino fundamental I
Autor: Caterino, Ana Paula 
Primeiro orientador: Macedo, Elizeu Coutinho de
Primeiro membro da banca: Seabra, Alessandra Gotuzo
Segundo membro da banca: Orsati, Fernanda Tebexreni
Resumo: Funções Executivas podem ser definidas como um conjunto de habilidades que são utilizadas em situações cotidianas a fim de controlar pensamentos e ações direcionadas a um objetivo específico. Essas habilidades têm grande importância e influência no desenvolvimento emocional e cognitivo durante a infância e a adolescência. Deste modo, o presente estudo teve como objetivo analisar o desempenho em testes de funções executivas frias e a habilidade de tomada de decisão em crianças do Ensino Fundamental I de idade entre 6 a 10 anos. Participaram do estudo 146 estudantes de duas escolas particulares da Grande São Paulo. Para avaliação da habilidade de tomada de decisão foram aplicados os seguintes instrumentos Iowa Children Gambling Task e a Delay of Gratification (postergação de gratificação) adaptada. Para avaliação das Funções Executivas frias (controle inibitório, flexibilidade cognitiva, memória de trabalho e planejamento): Teste dos Cinco Dígitos, Teste de Fluência Verbal, Teste de Nomeação Alternada Rápida, Teste da Figura Complexa de Rey, Teste de Aprendizagem Auditivo Verbal de Rey. Os resultados revelam diferenças significativas em função da idade para todas as medidas relacionadas com os processos de tomada de decisão no Children Gambling Task, mas não para a prova de Delay of Gratification. Para as funções executivas frias, os resultados mostram diferenças significativas para todas as medidas obtidas com o Teste dos Cinco Dígitos e de tempo de realização dos testes de nomeação alternada rápida. Para o teste de Fluência Verbal foi observada diferença para o número de itens evocados que começavam com uma letra específica. Os resultados no teste de Aprendizagem Auditivo Verbal mostrou diferença em todos os itens, exceto para a prova de reconhecimento. Por fim, foram observadas diferenças significativas para o número de itens corretos no Teste de Figura Complexa de Rey, mas não foram observadas diferenças no tempo de realização do teste. Em todos os resultados, os escores das crianças mais velhas foi melhor do que o das crianças mais novas, sendo que, de modo geral, crianças de 6 e 7 anos de idade tenderam a apresentar desempenho semelhante. Além disso, crianças de 9 e 10 anos também tenderam a ter padrão de resposta semelhante nos testes. Dessa forma, o presente estudo corrobora com dados encontrados anteriormente e mostram mudanças significativas nessa faixa etária.
Abstract: Executive Functions can be defined as a set of skills that are used in everyday situations in order to control thoughts and actions directed to a specific goal. These skills have great importance and influence on emotional and cognitive development during childhood and adolescence. Thus, the present study had as objective to analyze the performance in tests of cold executive functions and the ability of decision making in primary school children aged 6 to 10 years. A total of 146 students from two private schools in Greater São Paulo participated in the study. The following Iowa Children Gambling Task and Delay of Gratification instruments were applied to assess the decision-making ability. For the evaluation of the Cold Executive Functions (inhibitory control, cognitive flexibility, working memory and planning): Five Digits Test, Verbal Fluency Test, Quick Alternate Nomination Test, Rey Complex Test, Rey Verbal Auditory Learning Test .The results reveal significant age differences for all measures related to decision making processes in the Children Gambling Task, but not for the Delay of Gratification test. For the cold executive functions, the results show significant differences for all the measurements obtained with the Five Digits Test and the time of the fast alternating appointment tests. For the Verbal Fluency test, a difference was noted for the number of evoked items beginning with a specific letter. The results in the Verbal Hearing Learning test showed difference in all items, except for the recognition test. Finally, significant differences were observed for the number of correct items in the Rey Complex Test, but no differences were observed in the time of the test. In all results, the scores of older children were better than those of younger children, and children of 6 and 7 years of age tended to perform similarly overall. In addition, children of 9 and 10 years also tended to have similar pattern of response in the tests. Thus, the present study corroborates data previously found and show significant changes in this age group.
Palavras-chave: funções executivas
tomada de decisão
testes padronizados
postergação de gratificação
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: CATERINO, Ana Paula. Funções executivas e tomada de decisão em crianças do ensino fundamental I. 2018. [51] f. Dissertação (Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3718
Data de defesa: 23-Ago-2018
Aparece nas coleções:Doutorado - Distúrbios do Desenvolvimento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ana Paula Caterino .pdfAna Paula Caterino1.29 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons