Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2706
Tipo do documento: Dissertação
Título: Di Cavalcanti e os fantoches da modernidade: uma leitura semiótica
Autor: Almeida, Sullivan Bernardo de 
Primeiro orientador: Rizolli, Marcos
Primeiro membro da banca: Schaun, Angela
Segundo membro da banca: Guerra, Marco Antonio
Resumo: Di Cavalcanti nasceu no Rio de Janeiro num momento em que a cidade passava por um processo radical de reurbanização promovido pelo Presidente Rodrigues Alves e implantado pelo Prefeito Pereira Passos. Durante seu governo Passos modificou o aspecto provinciano da cidade, construindo grandes praças e largas avenidas, alterando violentamente a vida das pessoas na então capital da República, promovendo a expulsão da população carente que habitava os cortiços na região central, para periferia da cidade. É a partir de um olhar particular a respeito daquele cenário que Di Cavalcanti produz a série Fantoches da Meia-noite, promovendo uma ruptura com o estilo Art Nouveau, até então praticado pelo artista. Trata-se de um conjunto composto por dezesseis pranchas, contendo desenhos e um encarte de apresentação prefaciado pelo escritor Ribeiro Couto. O texto refere-se às impressões que ambos mantinham em relação às criaturas que habitavam aquele cenário. O objetivo deste trabalho é identificar características expressionistas no álbum Fantoches da Meia-noite e, também, verificar uma possível aproximação com os desenhos do artista autríaco, Egon Schiele. Para tanto, faremos uma análise formal dos Fantoches a partir da metodologia utilizada por Dondis A. Dondis em seu livro, Sintaxe da Linguagem Visual. Como suporte teórico, nos basearemos nos conceitos da teoria semiótica.
Abstract: Di Cavalcanti was born in Rio de Janeiro when the city was undergoing trough a radical reubanization process leaded by the government, Rodrigues Alves, Brazil President, and managed by city mayor Pereira Passos. During his government, Passos chnged the provinvicial city aspect. He had built gorgeous squares, wide avenues, strongly impacting the way of life at the poor people, who used to live in the slum, pushing them to move to furlher neighborhood around the city. Based upon his personal view of such scenario, Di Cavalcanti created the Fantoches da Meia-noite series, breaking up with Art Nouveau style, followed by him until then. The work is made up of sixteen boards and a presentation folder by the writer Ribeiro Couto. The folder text regards to the impression that both kept on the cratures who in habited that neighborhood. The objective of this work is indentify the expressionist characteristics of the Fantoches da Meia-noite work, and verify a possible closeness with the chowings by the artist Egon Schiele. To accomplish so, we will atlain a formal analysis of Fantoches, following Donis A. Dondis methodology in his book Sintaxe da Linguagem Visual, and as theorical support, we will base on semiotical concepts theory.
Palavras-chave: Di Cavalcanti
expressionismo
análise formal
análise semiótica
Di Cavalcanti
expressionism
formal analysis
semiotics analysis
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Educação, Arte e História
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: ALMEIDA, Sullivan Bernardo de. Di Cavalcanti e os fantoches da modernidade: uma leitura semiótica. 2008. 1 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2706
Data de defesa: 28-Jan-2008
Aparece nas coleções:Mestrado - Educação, Arte e História da Cultura



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.