Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1549
Tipo do documento: Dissertação
Título: Perfil do atendimento fisioterapêutico às crianças com síndrome de Down até os três anos de idade em instituições especializadas
Autor: Morais, Kesia Damascena Winter de 
Primeiro orientador: Assis, Silvana Maria Blascovi de
Primeiro membro da banca: Fiamenghi Jr, Geraldo Antônio
Segundo membro da banca: Campos, Denise
Resumo: A Síndrome de Down (SD) é um distúrbio genético, caracterizada pela presença de um cromossomo no par 21, que acarreta um atraso global no desenvolvimento, incluindo as funções motoras, de linguagem e cognitivas. O tratamento fisioterapêutico é indicado desde o seu nascimento, visando estimular a aquisição das etapas do desenvolvimento neuromotor da criança, proporcionando oportunidades para a elaboração de funções mais complexas. Quanto mais precoce for o tratamento, mais beneficiada poderá ser a criança, pois a plasticidade neural tem sua maior intensidade nos primeiros meses de vida. Este estudo teve como objetivo investigar o perfil do atendimento fisioterapêutico às crianças com SD nos primeiros três anos de idade em instituições especializadas.O método foi caracterizado pelo estudo qualitativo, e a coleta dos dados aconteceu a partir de entrevistas semi-estruturadas com 11 fisioterapeutas que atuavam em cidades do litoral paulista e da região metropolitana de São Paulo. Os resultados indicaram que a maioria dos profissionais entrevistados se sentiam seguros para trabalhar na área de neuropediatria logo após a graduação, realizaram cursos de especialização nem sempre na área de neuropediatria e utilizaram como princípio de tratamento o Conceito Bobath. Verificou-se ainda que a internet é o principal meio utilizado para atualização; que a família participa do atendimento fisioterapêutico, e que todos consideram importante a interação entre diversos profissionais. A terapia tem duração aproximada de 30 minutos e a frequência do tratamento varia de uma a duas vezes por semana. Sugere-se que os pais, no momento de optar pelo tratamento, busquem conhecer quais são as experiências dos fisioterapeutas que atenderão seus filhos e que as instituições incentivem os profissionais para a atualização e busca de uma especialização adequada visando melhor aproveitamento terapêutico.
Abstract: Down`s Syndrome (DS) is a genetic disease, characterized by the presence of an chromosome in the pair 21, that brings general delay in one s growth, including motor functions, in language and cognitive. The physiotherapeutic treatment is recommended since the moment the child is born, in order to stimulate the acquisition of the stages in the neuromotor growth in the child, promoting opportunities for the elaboration of more complex functions. The earlier the child receives this treatment, the more benefits they may reach, because neural plasticity has its better intensity in the first months of one s life. This study aimed to investigate the outline of the physiotherapeutic treatment for children who present DS in the early three years of age in specialized institutions. The method was characterized by a qualitative study and the data collecting happened with pre-structured interviews done with 11 physiotherapists who worked in São Paulo- coast and metropolitan area. The results indicated that the majority of the professionals interviewed felt safe to work in the field of pediatric neurology after graduation, took specialization courses are not always in the area of pediatric neurology and used as a management principle the Bobath Concept. Also verified the concept is still the internet is the primary means used to update, which the family participates in physical therapy, and we all consider important interactions among various professionals. The therapy lasts about 30 minutes and frequency of treatment varies from one to two times per week. It is recommended that the children s parents, at the moment of opting for this treatment, get to know the physiotherapists who shall treat their children s experience and the institutions to encourage professionals to update and search for an appropriate specialization in order to better therapeutic use.
Palavras-chave: síndrome de Down
estimulação precoce
fisioterapia
early intervention
physical therapy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1549
Data de defesa: 8-Fev-2011
Aparece nas coleções:Mestrado - Distúrbios do Desenvolvimento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Kesia Damascena Winter de Morais.pdf366.24 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.